okok
16
junho

O mundo está ao seu dispor

Muito se fala na necessidade de formar cidadãos globais, capacitados para a tomada de decisões e com autonomia para sair da zona de conforto. Todas estas habilidades são cobradas dos profissionais de hoje, os jovens que estão ingressando no mercado de trabalho. Além de uma formação acadêmica que proporcione este tipo de experiência, existem também outras formas de desenvolver tudo isso. Uma delas – e talvez a mais importante – é o intercâmbio universitário.

O intercâmbio tem um impacto positivo na vida acadêmica, profissional e pessoal do estudante. Cursando um ou dois semestres em uma universidade fora do Brasil, o acadêmico tem a possibilidade de criar um grande networking, fazer amizades, ter acesso à culturas, tecnologias e sistemas educacionais diferentes de sua realidade.  É um novo mundo que se abre, bem na frente dos seus olhos.

“Além disso, o intercâmbio agrega um diferencial ao currículo do estudante, abrindo possibilidades profissionais e acadêmicas. Temos exemplos de vários estudantes que, devido ao programa de intercâmbio da PUCPR, foram convidados a realizar estágio na NASA, BMW, bolsas de estudos para doutorados no exterior, além de uma excelente colocação no mercado nacional”, conta Valesca Walesko, da Diretoria de Relações Internacionais da PUCPR.

Pensando em expandir este trabalho, a PUCPR desenvolveu e vem implementando um plano de internacionalização com o intuito de abrir oportunidades para os estudantes e a comunidade acadêmica como um todo. “Um grande incentivo dado aos estudantes é a isenção do pagamento da mensalidade pelo semestre de intercâmbio, tanto na PUCPR como na instituição parceira. Essa iniciativa é pouco comum entre as universidades que oferecem intercâmbio. Além disso, os acadêmicos não pagam pelas equivalências realizadas quando retornam do programa”, destaca Valesca.

Confira alguns depoimentos de estudantes que fizeram intercâmbio

Sergio Lucas S. Rocha – Engenharia de Produção

“Sem dúvida foi a melhor experiência da minha vida! Durante um ano estudei engenharia na Eslováquia e morar lá foi realmente desafiador. Conheci pessoas do mundo inteiro e cada uma, de um jeito singular, me ensinou muito sobre sua cultura. A Žilinská Univerzita v Žiline é incrível. Tive aulas em inglês, alemão e eslovaco, com professores de várias nacionalidades. Com certeza todas essas experiências agregaram conhecimentos que seriam impossíveis de adquirir sem o intercâmbio. O suporte da PUCPR foi essencial, mas a dedicação para conquistar nossos sonhos é o que nos faz ir cada vez mais longe e saciar essa vontade de se aventurar pelo mundo.”

Maria Cecilia Westphalen – Design de Moda

“O ponto alto do intercâmbio é, sem dúvidas, aprender com novas culturas. É ótimo conhecer gente de todos os lugares e ver as semelhanças e diferenças em cada uma delas. O que mais me marcou, pessoalmente, foi perceber as qualidades do meu país e as peculiaridades que já me pareciam completamente normais. Fazer intercâmbio é uma experiência esclarecedora, que nos leva ao autoconhecimento e abre nossas mentes em relação ao mundo. Com toda certeza recomendo a todos passar por algo assim alguma vez na vida.”

Reinaldo Rocha – Engenharia Florestal

“Quando surgiu a oportunidade do intercâmbio, não pensei duas vezes. Apesar de que na época eu já estava na casa dos 40 anos, me dediquei para que tudo pudesse ser aproveitado da melhor maneira possível. Fui para a França, aprendi o idioma, conheci pessoas que vou levar comigo para o resto da vida, estudei com alunos do mundo todo e tive a oportunidade de estudar em uma das melhores universidade da Europa, a École d’ingénieurs CESI. O intercâmbio foi positivo pela vivência e a troca de culturas. Aprendi que não existe idade e nem distância quando a gente quer estudar e aprender.”

 Isabela Vieira Pinto – Publicidade e Propaganda

“Tive uma experiência incrível na Espanha, morava perto de Barcelona, em Vic, na Catalunha. A experiência do intercâmbio não é só acadêmica e profissional. Aprendi muito sobre mim, me desenvolvi como pessoa e, claro, o desenvolvimento profissional é consequência. Cada oportunidade que tinha de me relacionar com pessoas de outros países, e de lá também, eu aproveitei. Expandi muito minha mente e hoje vejo que o mundo é muito grande para ser vivido em um lugar só.”

Embarque nessa!

As inscrições para o Intercâmbio PUCPR 1º Semestre de 2017 estão abertas até o dia 15 de agosto, e até 20 de julho paraestudantes que se inscreverão para intercâmbio nos países: EUA, Canadá e Austrália, por ser a data limite da entrega do resultado TOEFL IBT ou IELTS.

Esta é uma oportunidade de mobilidade internacional em diversas instituições parceiras no mundo que a PUCPR oferece ao estudante para conhecer novas culturas, aprender diferentes idiomas, ampliar a visão de mundo e enriquecer o currículo.

Para saber mais e realizar sua inscrição, acesse: www.pucpr.br/intercambio

Imagem: Shutterstock

 

Comente!